sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Conversa de esquina...

Hoje, assim como ontem, lembrei do meu amor...


Um amor que começou como qualquer outro, de forma gradativa foi chegando, chegando, chegando de um jeito que quando eu vi já tinha tomado conta.

Já tive períodos de me achar um pouco excêntrica por amar tanto, mas agora eu vejo que não há um ser (pelo menos da minha época) que tenha se distanciado sem sentir essa saudade estranha, quero ver alguém que não tenha criado esse amor cinza, azul, vermelho, branco... Alguém que tenha passado pelo CEFET-Ba e que não se apaixonou pela sombra do brasão antigo que se avista naquelas paredes cinzas, pelo vermelho do chão que de vermelho não tem nada ou pelo azul do inferno.

Acho incrível isso, mas desde o dia em que entrei naquele lugar não tive mais um instante de paz... Todo dia acontece algo que me faz lembrar os momentos, as pessoas, o CEFET.

Se um dia já foi ódio, alegria, choro, sorrisos ou abraços, agora eu lhe digo que é amor, um amor incondicional.*




*E que insuportavelmente eu alimento.


Foto: HBMS - 2005

2 comentários:

Camila Chagas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Camila Chagas disse...

tah tão obscuro esse blog... A loucura comtempla um universo criativo mais amplo, ou seja, cores :P

*Prefiro os tons pastéis xD*

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk



^^



Ameeei a foto *_*

CEFET, Helena e trancinhas: paixoões que nunca saem da minha cabeça...kkkkkk

xD