quarta-feira, 25 de junho de 2008

...de pensamentos e histórias soltas eu faço a minha vida...

Talvez o salão de pensamentos seja como aqueles de baile onde as janelas são cobertas por cortinas douradas com bordados azuis e esmeraldas, e cada uma delas desemboque em um lugar diferente.

Quem sabe uma janela não leve a outra que leva a um outro salão.


[...] com um vestido longo de magas curtinhas vi pela porta entrar, deixando em seu rastro um caminho de pérolas transparentes, e correr ao som do farfalhar das folhas na direção de uma janela coberta por uma cortina antiga de porte majestoso.


Entreabriu a janela, segurou o vestido e pulou.


Por causa do vento o pano continuava a balançar e me deixava ver um pedaço do que ia além.


Um caminho, um bosque, som da cachoeira ao longe e uma brisa que anunciava o inicio da noite soturna e misteriosa. Ao longe ainda podia-se ver o vulto do vestido de um verde musgo correndo e desaparecendo entre as árvores [...]